Blog

Você sabe o que é otite?


A otite, quando não cuidada, pode causar perda da audição

A otite é uma inflamação no ouvido, que é dividido em três partes: orelha externa, média e interna. A externa e a média são partes mecânicas da audição, e a interna é a neurológica, que possui intercorrências mais raras. A infecção se caracteriza por três sintomas: dor de ouvido, sensação de ouvido cheio e diminuição da audição. Em alguns casos, os pacientes podem apresentar outros sintomas, como febre, secreção e zumbido.

A otite externa é o tipo mais comum no verão, pois as pessoas estão mais expostas. E já vale o alerta, pois a estação se aproxima. Ela é conhecida como “inflamação do nadador” e pode atingir pessoas de todas as idades. A infecção é causada pelo acúmulo de água no canal do ouvido e se caracteriza pela inflamação da pele existente antes do tímpano.

Causas e características

As otites são causadas por vírus ou bactérias. Um inchaço causado por um tipo de alergia ou resfriado pode bloquear as tubas auditivas (canais que ligam as orelhas médias à faringe). Assim, a ventilação do ouvido médio fica comprometida, e isso facilita a invasão deste espaço por vírus ou bactérias. Esse inchaço impede que o fluido seja drenado e torna o ambiente perfeito para as bactérias ou vírus proliferarem, formando a otite.

A inflamação da adenoide (um órgão linfático do sistema imune localizado na parte de trás do nariz) é outra forma de contrair a otite. Como a adenoide está próxima à abertura da tuba auditiva, uma inflamação pode bloquear as tubas, contribuindo com o aparecimento da otite.

Crianças e bebês

As crianças são mais propensas a apresentar otite média do que os adultos. Geralmente é viral, mas também pode ser bacteriana. Em casos graves ou otites em bebê, pode ser necessário o uso de antibióticos. As complicações e a fase aguda do problema, aliadas à falta de tratamento adequado, podem levar à perda de audição.

Conheça alguns fatores que aumentam o risco de otite e não podem ser prevenidos.

  • Idade – crianças de até três anos estão mais propensas;
  • Sistema imunológico enfraquecido;
  • Doenças congênitas, como fenda palatina ou Síndrome de Down;
  • Histórico de otite na família;
  • Baixa qualidade do ar;
  • Alergias respiratórias;
  • Estações do ano – o risco aumenta no tempo mais frio;

Existem outros fatores que aumentam o risco de infecção de ouvido, como:

  • Falta de amamentação;
  • Uso de chupeta;
  • Exposição à fumaça de cigarro;
  • Resfriados e infecções das vias respiratórias frequentes.

Otite crônica ou recorrente pode ser devido a:

  • Infecções anteriores;
  • Infecção de ouvido muito cedo (antes dos seis meses);
  • Acúmulo persistente de fluido no ouvido.

Fique atento e se cuide.