Blog

Novembro Laranja: causas e tratamentos do zumbido de ouvido


O Novembro Laranja é uma iniciativa nacional para popularizar o conhecimento sobre os problemas na parte interna do canal auditivo. Entre eles, está o zumbido de ouvido. Cada vez mais comum e atingindo todas as faixas etárias, esse barulho é constante. Assim, afeta o sono, a concentração e o equilíbrio emocional. O zumbido acontece quando o ouvido começa a enviar impulsos sem que haja fontes sonoras externas. Pode ser, ainda, um sintoma de futuras perdas de audição.

As causas do zumbido de ouvido

Alguns médicos associam o zumbido aos hábitos da rotina moderna. Um grande exemplo é o uso de fones de ouvido em volumes altos. Além deles, o excesso de contato com celular em ligações prolongadas pode potencializar o problema. Questões alimentares também são, muitas vezes, causas do barulho. Os exemplos vão de longos períodos de jejum até o excesso de café.

Outros fatores que podem desencadear o zumbido são distúrbios no sistema auditivo, problemas odontológicos, doenças neurológicas, alterações no metabolismo e disfunções musculares na região da cabeça e do pescoço.

Como é o tratamento?

O tratamento do zumbido de ouvido depende diretamente de sua causa. Na maioria dos casos, são necessários um conjunto de terapias e acompanhamento multidisciplinar. As especialidades que atuam nesse processo incluem fonoaudiologia, ortodontia, odontologia e a otoneurologia.

Um dos procedimentos mais utilizados para melhorar o quadro são remédios que aliviam os sintomas. Eles, no entanto, devem ser usados por tempo limitado e com indicação médica. Outra alternativa é o uso de aparelhos auditivos.  Muitas vezes, quem sofre com o zumbido de ouvido também possui uma considerável perda auditiva. Nesses casos, os dispositivos minimizam a atenção ao zumbido e possuem benefícios pontuais.

Existem, ainda, tratamentos alternativos – como acupuntura e técnicas de relaxamento – que diminuem a tensão e aliviam os sintomas. Assim como eles, a meditação e a ioga podem ser soluções para o problema, ao amenizarem o estresse e a ansiedade, os quais também fortalecem o zumbido.