Blog

Novembro Laranja: campanha nacional de alerta ao zumbido


 

O movimento Novembro Laranja foi desenvolvido com o objetivo de alertar a população sobre os riscos e o tratamento do zumbido no ouvido. O distúrbio já afeta mais de 40 milhões de pessoas no Brasil, podendo ser permanente ou intermitente. Com a campanha, o intuito é promover conscientização a respeito da prevenção e da importância de manter hábitos saudáveis.

Para ajudar nessa função, separamos informações importantes relacionadas ao zumbido e às medidas preventivas. Confira:

O que é o zumbido no ouvido?

O zumbido é um barulho contínuo na parte interna do canal auditivo, sem a existência de uma fonte do som. Quando classificado, pode ser dividido em objetivo – quando o som é gerado pelo fluxo sanguíneo ou pela contração muscular, por exemplo – e subjetivo, quando não pode ser medido por um observador externo. Por ser constante, causa bastante incômodo e é comparado com sons de apitos, panelas de pressão e grilos.  Consequentemente, afeta o sono, a concentração e o equilíbrio emocional.

Além disso, o zumbido costuma ser consequência da perda de audição. Nesses casos, o sistema auditivo trabalha para compensar a falta de estímulo externo que deveria estar presente. Na tentativa, o resultado acaba sendo o barulho interno. Entre as causas do distúrbio, também estão doenças neurológicas, sons altos, acúmulo de cera, depressão e dietas não balanceadas.

Como se prevenir?

O zumbido no ouvido afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas. Para não ter problemas, procure sempre:

o          Evitar ruídos excessivos: proteja seus ouvidos em locais de barulho muito alto e use os fones de ouvido com moderação;

o          Praticar atividade física: com a saúde do corpo em dia, doenças que podem desencadear o zumbido, como a hipertensão e a arteriosclerose, têm maior dificuldade para se desenvolverem;

o          Priorizar refeições saudáveis e uma dieta balanceada: assim como a atividade física, alimentar-se bem protege o organismo;

o          Dormir bem: o estresse favorece o desenvolvimento de ruídos desagradáveis no ouvido. Estar descansado e relaxado é uma forma de prevenção;

o          Fugir do cigarro e do excesso de bebidas alcoólicas: a nicotina e o álcool facilitam o aparecimento do zumbido.

 

E uma dica importante: visite o médico a qualquer sinal de problema no sistema auditivo. O tratamento precoce é fundamental para diminuir o incômodo e ter melhores hipóteses de recuperação. Na Audição, contando com uma ampla rede de clínicas parceiras para realizar atendimentos e exames, você terá profissionais capacitados para orientar seu caso da melhor forma. Conheça nossos serviços!