Blog

Misofonia: a intolerância a alguns sons


Algumas pessoas sofrem com uma maior sensibilidade auditiva. Essa intolerância a determinados sons é chamada de misofonia, distúrbio que causa uma resposta radical e excessiva em alguns casos, como aos sons da mastigação ou da respiração.

A misofonia é caracterizada pela aversão a alguns sons, que podem ser os mais variados. Sua causa é decorrente de uma alteração nas ondas cerebrais, causando a hipersensibilidade. A pessoa que temesse distúrbio sofre um desconforto tão grande nos ouvidos que pode sentir arritmia, alteração nervosa, falta de ar, dores de cabeça, problemas de estômago e outros sintomas físicos, em resposta aos ruídos.

Não existem testes específicos que possam detectar a misofonia. É possível, entretanto, notar alguns indicativos de que há algo errado em relação à audição. Confira quais são os principais sintomas:

  • Agitação;
  • Evitar locais barulhentos, como shows e festas;
  • Evitar algumas situações devido ao barulho que vai ouvir, mesmo que sejam atividades cotidianas, como almoçar em um restaurante;
  • Reagir de forma exagerada a barulhos simples, como a respiração de alguém;
  • Pedir, de forma a demonstrar raiva, que a pessoa pare de fazer o barulho.

 

Tratando a misofonia

A doença não tem cura, e o diagnóstico ainda é difícil de ser feito, visto que normalmente a misofonia é confundida com outros distúrbios do som. Estima-se que haja cerca de 150 mil casos por ano no Brasil. A forma de tratamento mais utilizada por quem sente o distúrbio do som é a Terapia de Comportamento Cognitivo, na qual o psicólogo ajuda a pessoa a substituir os sentimentos negativos que se sente ao ouvir determinados sons.