Blog

Como funcionam os aparelhos auditivos


Os aparelhos auditivos representam o aumento da qualidade de vida de seus usuários e sua criação data de 1898, quando a empresa Akouphone desenvolveu o primeiro protótipo desenvolvido em escala comercial. Desde então a tecnologia evoluiu muito e os aparelhos que antes era grandes e pesados, agora se tornaram cada vez mais confortáveis, pequenos e com maior autonomia de uso.

 

São vários os tipos e modelos de aparelhos, mas de maneira simples, seu funcionamento se baseia num ciclo de captação, transmissão e transformação dos sons em impulsos elétricos. O aparelho auditivo é um dispositivo eletrônico que tem três partes simples, uma delas é o microfone, a outra um amplificador e, por último, o receptor.

 

Como funciona:

 

  • Os microfones captam os sons do ambiente;
  • Os sons são analisados pelo chip de processamento do aparelho;
  • Os sons amplificados são enviados para o receptor;
  • Esses sons são transmitidos pelo receptor para o ouvido interno através do tubo molde com o receptor dentro do ouvido;
  • No ouvido interno, os sons são transformados em impulsos elétricos;
  • Os impulsos são captados pelo cérebro onde serão processados.

 

 

Os principais tipos de modelos são:

 

Retroauricular:  usado encaixado na parte superior externa da orelha, e ligado ao ouvido por um fino tubo que conduz o som. Possui controles internos de programação, como regulação de volume, e compartimento de pilha.

 

Intracanal: é de uso interno, fixado dentro do canal auditivo, fabricado após realização de um molde do ouvido. Pode ter controle interno ou externo com botão de volume e programação para controle da função, e compartimento de pilha.

 

Intracanal profundo:com tecnologia digital, de uso interno, sendo praticamente invisível quando colocado. Se adapta muito bem para pessoas com perda de audição leve a moderada.