Blog

Como facilitar as aulas on-line de alunos com perda auditiva


Escolas, cursos e faculdades em todo o mundo foram fechados como ação preventiva no combate à pandemia do novo coronavírus. Mas, mesmo assim, os estudos não pararam. As aulas passaram para o ambiente on-line, e os professores precisaram adaptar o conteúdo para as plataformas disponíveis, tornando os materiais acessíveis a todos os alunos.

Nesse cenário, estudantes com perda auditiva, mesmo com o uso da tecnologia, podem ser prejudicados, pois as necessidades de acessibilidade nem sempre são atendidas. Nesta pandemia da Covid-19, com pouco tempo para se preparar, o foco é compreensível em acomodar a maioria dos estudantes, mas isso pode acarretar a marginalização de alunos que também têm o direito de aprender com qualidade.

No ambiente on-line, os desafios dos deficientes auditivos podem ser ainda maiores. Dois exemplos: eles podem não conseguir ouvir o que o professor está dizendo (o áudio é distorcido pela tecnologia) ou, como em muitos casos, temos a ausência de legendas. Portanto, a falta de apoio pode levar a maus resultados acadêmicos.

Como as necessidades dos alunos com perda auditiva podem ser atendidas?

Existem algumas maneiras pelas quais os professores podem melhorar o aprendizado on-line para alunos com perda auditiva. Confira.

Verificação do status

O professor pode não estar ciente de que conta com um aluno com perda auditiva em sua classe. Muitos não divulgam ou não solicitam assistência especial. Informe a todos os seus alunos que a mudança para as aulas virtuais é uma oportunidade de atualizá-lo se houver algum problema no acesso ao conteúdo por meio de gravações de vídeo ou áudio.

Use legendas

A legenda é o processo de converter o conteúdo de áudio de uma transmissão de televisão, webcast, filme, vídeo, evento ao vivo ou outra produção em texto e exibir esse texto em tela ou monitor. As legendas não apenas exibem palavras usadas em diálogos ou narrações faladas, mas também incluem identificação de alto-falante, efeitos sonoros e descrição da música. É a estratégia mais eficaz para garantir o acesso de alunos com perda auditiva.

A legendagem também ajuda no desenvolvimento de habilidades de leitura e alfabetização. Pesquisas mostram que o uso de legendas em vídeo e áudio beneficia a todos. Plataformas como o YouTube, por exemplo, permitem adicionar legendas automaticamente.

Teste sua plataforma de videoconferência

Zoom, Adobe Connect e plataformas semelhantes estão sendo frequentemente usadas, mas seus recursos de acessibilidade variam muito, e nem todos têm recursos para ajudar os alunos com perda auditiva. Algumas plataformas, como o Microsoft Teams e o Google Hangouts, usam legendas automáticas. Mas fique atento: elas não são cem por cento precisas.

Filme de modo a ter visibilidade

Ao produzir a aula em vídeo, considere suas roupas e a iluminação. A etiqueta da videoconferência recomenda que, quando você estiver sendo filmado, use roupas menos estampadas e que ofereçam um bom contraste com a sua pele, para que o aluno com perda auditiva não se distraia e possa ver facilmente seus lábios.

Verifique se há luz suficiente na sala e se ela está difusa o necessário para reduzir ou eliminar sombras no rosto, facilitando a leitura labial dos alunos com perda auditiva. Também é importante manter a câmera em um ângulo que permita uma boa visão do seu rosto a quem necessita fazer leitura labial.

Defina regras básicas

A definição de algumas regras de classe on-line sobre comunicação trará grandes benefícios ao usar plataformas em grupo. Estabeleça protocolos de participação, como usar o recurso de “levantar a mão” ou a caixa de bate-papo.

Peça aos alunos para ativarem o vídeo apenas quando quiserem fazer uma pergunta, pois limitar o número de participantes na tela ao mesmo tempo pode melhorar a qualidade do vídeo. O mesmo vale para o som: peça aos alunos que permaneçam no modo mudo até que tenham algo a dizer, para reduzir o ruído de fundo. Essas estratégias permitem que os alunos com perdas auditivas se concentrem em um interlocutor ou uma interação por vez.

Como professor, diminua a velocidade

Isso ajuda todos os ouvintes a seguirem você. Fale pausadamente e com mais calma do que o de costume. Sempre que possível, grave reuniões ao vivo e palestras. Assim, caso haja problemas com a conexão à internet, você pode disponibilizá-las depois para download. Assim, os alunos com perda auditiva podem rever as aulas, facilitando o aprendizado.

Lembre-se: o formato das aulas mudou, mas a qualidade precisa permanecer a mesma. Portanto, sempre que puder, entre em contato diretamente com seus alunos para entender as dificuldades deles! Além disso, mantenha aberto um canal de feedback, pois eles próprios podem aconselhar como implementar a melhoria contínua em suas aulas.

Adaptado de: The Conversation