Blog

Zumbido: como aparelhos auditivos podem ajudar?


Pode até parecer estranho, mas aparelhos auditivos também são usados no tratamento de zumbidos. Você sabia? Essa não é a única forma de tratamento, mas, em alguns casos, é a mais eficaz.

 

Os zumbidos podem ser causados por diversos fatores. Um dos tipos de zumbido se manifesta devido à perda auditiva. Se esse for o caso, é preciso usar um aparelho auditivo específico. Para realizar o diagnóstico de forma correta, é necessário consultar um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo. Os testes mais comuns são a audiometria e os exames de sangue.

 O que é o zumbido?

 

O zumbido, tinido ou acúfeno atinge grande percentual da população mundial. Estima-se que no Brasil, o problema afete cerca de 30 milhões de pessoas de todas as idades. Ele ocorre quando o ouvido passa a enviar impulsos sem que estes tenham sido gerados por uma fonte sonora.

 

Quais são as causas do zumbido?

 

Especialistas apontam mais de 200 tipos de causas da doença. As mais comuns são:

 

  • Perda auditiva;
  • Alterações no metabolismo, como hipotireoidismo ou hipoglicemia;
  • Doenças neurológicas e psiquiátricas;
  • Problemas odontológicos que afetam a mastigação e a mandíbula;
  • Alterações musculares no pescoço;

 

Para saber mais sobre a doença, basta consultar o material que foi publicado em nosso blog ou a entrevista com a Dra. Tanit Ganz Sanchez, uma das maiores especialistas do país na área.

 

Como os aparelhos auditivos para zumbido funcionam?

 

Existem diversos tipos de aparelhos auditivos no mercado. Cada um é específico para cada tipo de perda auditiva ou problema. O mesmo acontece no caso dos zumbidos. Podemos dividir os aparelhos auditivos para zumbido entre geradores de som e dispositivos combinados.

 

  • Geradores de som: são usados por pacientes que não possuem perda auditiva. Eles geram um som suave, capaz de desviar o foco do barulho do zumbido. Assim o usuário ganha qualidade de vida.
  • Aparelhos para perda auditiva: os pacientes com perda auditiva têm outro tipo de possibilidade de tratamento. Com a amplificação do som e a melhora na audição, a tendência é que o zumbido seja menos percebido.
  • Dispositivos combinados: para a utilização em ambientes silenciosos, o indicado são os dispositivos combinados. Além de amplificarem, quando necessário, eles também geram sons.

 

Independentemente de qual for a necessidade, é preciso que o paciente passe por uma avaliação minuciosa, com especialistas. Apenas otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos, preferencialmente em conjunto, podem indicar qual é o melhor tipo de aparelho auditivo para cada caso.